quarta-feira, setembro 28, 2005

Diz-se que em terra de Cegos quem tem um olho é Rei...

Agora dou por mim a viver num mundo de Mulheres... o que será preciso para se ser seja lá o que for...

Aproveitando o facto de este espaço ser maioritariamente frequentado por mulheres... (alias será este e tantos outros... começa em casa... sou um para duas... e vai sendo assim o rácio ao longo do dia...) pico-vos no sentido de obter reacções...

A sociedade tem vindo gradualmente a mudar, mas um gradual rápido e pouco saudável... as mulheres além de aumentarem de número, aumentam também de cargos, de liberdades, de tendências, de vida, e de duplas e triplas vidas...

Foram os movimentos da papoila, do iluminismo, do romantismo, a revolução sexual, a passa aqui e ali, e a defesa dos direitos da mulher aliado a uma luta utópica pela igualdade de direitos...

Pego na última "IGUALDADE DE DIREITOS"... Complicado isto da igualdade... Ninguém é igual (felizmente) e apenas de direitos porquê? Não pode ser também igualdade de deveres e direitos? Igualdade de igualdades? Eu tenho-lhe vindo a chamar igualdade de caprichos... ora dá jeito ora não... afinal a igualdade não é igual para todos...

O que acontece do ponto de vista sociológico e de estrutura humana é que ao contrário dos homens (habituados a serem nº1 em tudo desde os primórdios), para as mulheres já é uma novidade... são catraias com uma boneca nova... super entusiasmadas com a ideia, mas não sabem propriamente como reagir com ela...
Especialmente com e no trabalho... Elas afirmaram há bastante tempo que iam lutar pelos mesmos lugares e conseguiram, até têm casas de strip só para elas... Mas do ponto de vista profissional ou são muito boas ou então são uma miséria... é que não estão habituadas, são muitos sentimentos juntos muita coisa em que pensar ao mesmo tempo e sobretudo muito depressa (a mulher tem uma coisa com a pressa... para ela rápido é sempre uma equação muito complicada de gerir especialmente se meter cores...).
E é quando se tem de usar o coração que a mulher é o verdadeiro desastre. No mundo do trabalho e num cargo de chefia a mulher peca por tentar ser superior aos demais só porque lutou mais que os outros para estar onde está... mas ao lá chegar descarrega todo o esforço como se alguém tivesse culpa de ela ser uma potencial criadora de serezinhos humanos barulhentos e chorões... e lá vem ela com prepotência e especialmente com oscilações insuportáveis de humor...
Eu felizmente não tenho mulher nenhuma acima de mim... e nem ao meu lado... mas tenho-as por baixo e tenho de lidar com todos os problemas que elas criam... nem as bichas me dão tantos problemas...

A essas tantas mulheres por aí fora e não desprezando o facto de ficarem maravilhosamente bem com os seus fatinhos e saias/casaco sendo os melhores biblots que algum escritório possa ter... lanço a seguinte questão... PORQUÊ se esforçarem tanto para serem mais do que aquilo que já são? (que por acaso até são maioria)

4 comentários:

Elsa disse...

Este post dava para um comentário de igual tamanho... mas vou tentar ser breve.
Tens razão em algumas coisas, claro que sim. Tal como em tudo não podemos generalizar, nem todas as mulheres são uma desgraça, nem todas são terríveis como descreves, mas sim, tens razão: um sítio com muitas mulheres juntas a trabalhar é HORRÍVEL!!
E não é por serem piores trabalhadoras que os homens. É porque se preocupam com coisas que não interessam a ninguém, é porque dão mais importância ao acessório (e acessórios) do que ao essencial, é porque são inseguras em relação às outras mulheres (e DE CERTEZA em relação a elas próprias)...e precisam de se afirmar de qualquer forma (e fazem-no da pior maneira).
Devo confessar-te que já trabalhei com mulheres 5 ***** e com outras que valha-me Deus... É como acontece com quase tudo, há sempre de tudo, e também te digo: olha que há por aí muitos homens que são uns belos cromos!!

Visible Silence disse...

Zag,
Tens muita razão no que dizes...
Não quero generalizar, pois tal como diz a Elsa há de tudo em todo o lado.
Mas a verdade é que acho mais fácil trabalhar em conjunto com homens do que com mulheres. E acho mesmo que as piores inimigas das mulheres são exactamente as outras mulheres... só não puxam o tapete se não puderem.
No meu meio profissional, que ainda é maioritariamente masculino ( graças a Deus!!!), é por demais evidente a má conduta como meio de marcar posição...
Sabes o que acho??? Que por vezes tanto se esforçam por conseguirem ter uma carreira de sucesso, por não quererem ser vistas como donas de casa, que se esquecem que a vida não é só isso... e quando se dão conta são umas frustradas e descarregam a sua infelicidade nas pessoas que não têm medo de viver em pleno.
Mas é verdade... tenho encontrado mulheres com quem sabe bem trabalhar e que têm muito mérito e com quem aprendi muito... e homens que atrapalhavam menos se passassem o dia sentadinhos sem fazer nada ( alguns até deviam ser pagos para nada fazerem).
a Elsa tem razão, mais uma vez, este post vai entupir o Pedaços de comentários :):).
Beijos

Å®t_Øf_£övë disse...

Zag,
Para mim o problema das mulheres resume-se a esta frase que tu tão bem conheces:
"O problema dos homens são as mulheres. E o problema das mulheres também".
Concretamente são as outras mulheres o problema das mulheres. Nunca percebi como é que as mulheres se dão entre si. Nunca consigo imaginar o que dizem. Nunca soube porque é que se olham como se olham, nem porque é que vão sempre aos pares para a casa de banho!!!
As mulheres são sempre o problema...
Abraço.

Dä®k_Añgë£ disse...

Lá vou eu mais uma vez ter que deixar a minha opinião. Sinto-me desafiada a isso, por muito que, como já disse goste de me manter discreta, mas aqui no "Pedaços" isso tem sido um pouco dificil!!!
Respondendo a este desafio de uma forma muito simples, a minha opinião é que as mulheres acham-se diferentes entre si, concorrentes, por isso traem-se.
Já os homens não dizem tão mal uns dos outros. Enquanto que os homens se acham iguais ou inferiores uns aos outros, as mulheres acham-se sempre superiores. Por isso os homens estão mais unidos, e as mulheres estão divididas. E como quem se une faz a força...
As mulheres precisam de se organizar.
Nós precisamos de nos convencer de uma vez por todas, que os homens podem até ter graça, mas são muito piores, muito mais ignorantes, e muito mais basicos do que nós.
Temos definitivamente que perceber isto.

Jokas.