sábado, outubro 08, 2005



Passem dias e meses e anos...

Passem vidas e histórias...

Passe uma infinidade de experiências e sentimentos e alegrias e tristezas...

Há pedaços de nós que permanecem intactos...

Qual loucura, ou droga, ou íman...

Qual querer e não querer...

Qual agora sim e agora não...

Qual seja o que for ou seja como for,

Pedaços de nós que serão sempre especiais...

Serão sempre dois sorrisos

Diluidos num beijo, num abraço, num entrelaçar de dedos,

Num momento a fugir...

Serão sempre pedaços de nós

Intemporais e inesquecíveis!

3 comentários:

Alma Azul disse...

E há sempre tantos pedaços de nós que ficam intactos e que são especiais, não é'? E ainda bem digo eu.
Porque o melhor que podemos ter na nossa vida´são esses pedacinhos que nos preenchem.
bjo

Visible Silence disse...

Querida Gilda,
Como tão "simplesmente" tens razão...
Há pedaços de nós que nunca irão desaparecer... são aqueles pedaços que construiram a nossa vida... que fizeram quem nós somos... que definem as nossas decisões... são intemporais...
Mas podem ser mais do que dois sorrisos diluídos num beijo, num momento a fugir... podem ser quatro beijos... no dia-a-dia... a sorrir... ou outras tantas coisas mais...
Beijinhos e bom domingo

Å®t_Øf_£övë disse...

Gilda,
Há realmente pedaços de nós que nunca esquecemos, fazem parte do nosso livro de recordações.
São momentos... momentos gravados na nossa retina...
Muito bonito este teu "Pedaço".
Bom domingo.
Beijos.