quinta-feira, outubro 20, 2005

Um pedaço de mim...

Eu preciso de tempo
para falar com a razão
sobre aqueles momentos de paixão...
e por mais que me peças
para mudar o meu viver
Não desejo que esqueças o meu ser...

Eu sou como um livro que ninguém pode ler
Eu não quero mudar
Nem deixar de viver
Eu guardo as palavras que desejo escrever
Em memória de alguém
que não te deixa esquecer
Eu sou como um livro...

Eu preciso de força
Para poder cuidar de mim
Já que não tenho vida sem ti!

Eu sou como um livro que ninguém pode ler...

2 comentários:

Tazaroteno disse...

Achei muito interessante a forma como descreves o teu estado de espirito, como boa pessoa que es, não deixes qualquer um espreitar o teu "livro"

Beijinhos

TAZ

Å®t_Øf_£övë disse...

Junior,
Tu és um livro cheio de histórias, um sonho incerto cheio memórias.
Do teu passado o que ficou?
Um mar e muitos rios...
Tu és apenas o que és...
Já viveste e sofreste muito, mas dentro de ti ainda não morreu tudo.
Tu tens que ser alguém livre, tu simplesmente tens que ser uma mulher que ainda acredita no amor.
Beijinhos.