domingo, fevereiro 05, 2006

Pedaços de nós - Amigos Virtuais

Hoje já não nos conhecemos. Hoje já não vemos os nossos amigos. Hoje somos seres da internet, somos cidadãos do Mundo.
Amamos desconhecidos, somos palavras trocadas por um fio. Temos amigos, temos amor, temos a distância como amiga, o monitor como rosto e o teclado como voz. Somos internautas. Invisíveis, etéreos e sonhadores.
Somos anjos, somos monstros, somos tudo que queremos ser. Amamos, brincamos e zangamo-nos sem nunca nos tocarmos, somos amigos virtuais. Vamos a outros lares, sem invadir as casas. Somos amigos, somos amados! Somos o ombro amigo, somos a mão que ajuda e o teclado que ampara.
Temos amigos espalhados pelo Mundo, porque todos nos encontramos na mesma esquina.
Mas acima de tudo...
SOMOS CORAÇÕES, NÃO SOMOS MÁQUINAS, SOMOS E SEMPRE SEREMOS GENTE!!!

2 comentários:

Shiazinha@pensar.ou.@iludir-se... :-)* disse...

Olá Lis :)

Espero que o teu fds tenha sido fantástico. Adorei como sempre este teu texto. A tua experiência e a tua sabedoria fazem-te voar ainda mais alto, quando te sentas ao teclado e nos impressionas com palavras tão acertadas como estas. E elas são uma mais valia para quem como nós, ctgo muito quer e pode aprender. Conheço-te há já algum tempo pessoalmente e falei sempre contigo com amizade, porém aqui neste espaço colmatamos as nossas ânsias, as nossas diferenças, as nossas distâncias.

Boa semana. :D* desta amiga. ;)

Å®t_Øf_£övë disse...

Lis,
Hoje com as novas tecnologias arriscamo-nos a ir muito para lá das nossas limitações conscientes. Os nossos comportamentos alteram-se e a isso ninguém está imune.
Hoje já não vemos os nossos amigos, temos a distância como amiga, o monitor como rosto, e o teclado como voz, e tudo isto pode acontecer de diversas formas, quer através de chats, de fóruns, da troca de emails, ou até mesmo através dos blogs.
Criam-se rapidamente intimidades profundas com situações como desabafos de carências afectivas, fala-se das insatisfações nos relacionamentos, e ultrapassam-se todos os limites, podendo-se até correr o risco da incoerência.
Por isso todos nós temos hoje em dia amigos virtuais.
Beijinhos.