sexta-feira, junho 19, 2009

gosto...

"… daqueles momentos que surgem do nada (ou do muito?...), não programados nem imaginados, que não são certos nem errados mesmo que reprovados (por quem?), tão pouco explicados, apenas guardados como que arrumados, memorizados, amados, solamente porque… sim?!..."

3 comentários:

Ana disse...

E como são bons esses momentos...!! Explica-los ou entende-los para quê? Eles valem o que valem, independentemente de tudo o resto...!

beijooos

Å®t Øf £övë disse...

foryou,
Vou ser repetitivo, mas sobre estas tuas palavras nada mais me ocorre dizer ou fazer que não seja um verdadeiro copy/paste do que te escrevi lá no outro lado:

Normalmente é assim, são dos momentos não programados nem imaginados, que saem os grandes momentos.

Beijinhos.

Raquel disse...

Foryou,
só tenho a dizer que sao bons esses momentos =)
Bjnhos**