domingo, outubro 16, 2005

Um pedaço de gripe das aves?!

A meio da noite recebi uma mensagem de um amigo meu que dizia assim:
"Com esta história da gripe das aves, bastaram dois espirros da águia para matar o dragão!"
Confesso: não vi o jogo, nem tive a sorte do Art de ter um gajo bonito à frente da televisão (ele teve uma gaja, entenda-se), mas deu-me um ataque de riso quando li aquilo àquela hora.
E continuo sem perceber o que move tanta gente quando se fala de futebol.
Será por causa da bola?
Ou por causa das pernas e dos rabos dos jogadores?
Eu até gostava de sentir alguma coisita forte, quanto mais não fosse para libertar algumas energias.
Alguém me explica?...

3 comentários:

Å®t_Øf_£övë disse...

Gilda,
É verdade que eu tive sorte.
A mim só me aparecem "gajas" bonitas, e nas horas mais indicadas... eheheheheh...
Respondendo á tua pergunta, a mim parece-me que há tanta gente a gostar e a falar de futebol, porque realmente anda tudo preocupado com a gripe das aves.
Por exemplo, agora ás 19 horas o país vai parar para ver o Sporting na TV, e porquê?
Porque o país quer estar preparado para o perigo de uma epidemia da gripe das aves. O SPORTING até já assegurou ontem que o Ricardo vai ser colocado em cativeiro.
E o país que conferir isso no jogo de hoje.
:-)
Beijinhos.

Porquê? disse...

Gilda,
o teu amigo estava mesmo inspirado!!! gostei dessa...
Os jogadores portugueses não são tão bons que mereçam comentários..
Deve ser mesmo por falta de assunto que tanto se comenta o futebol.

Visible Silence disse...

Gilda,
Ouvi dizer que o dragão não está assim tão mal...
A mim parece-me que se fala tanto de futebol exactamente porque não se tem gajas e gajos bonitos à frente da televisão... :):)
A conversa seria outra... as tácticas de jogo discutidas também... e todos andariam mais contentes com os resultados... :):)
Beijos e bfs