segunda-feira, outubro 03, 2005

A hora do Pedaço bom

Boas para todos. Sabem da minha situação e quero partilhar convosco. Por vezes conseguimos viver a vida de outras pessoas aqui no blog, pelo menos acompanhamos ou partilhamos alguns momentos. O que vos quero dizer é que 2 meses depois de estar a viver sozinho, me sinto muito bem hoje. Já passei pela fase que quase nos arrependemos ou nos sentimos muito solitários ou mesmo com problemas existenciais... Mas, agora digo, não existe melhor que viver o dia como nos apetece que seja vivido e mais ainda com quem e onde nos apetecer. Pena é que isto não nos seja dito quando nascemos, ou venha na certidão de nascimento. Andamos tão pouco tempo aqui, que devíamos ser obrigados a viver sempre felizes. Então sinto que o pedaço bom da minha vida chegou, estou a adorar.

4 comentários:

Elsa disse...

Então aproveita!! Sabes qual é a pior coisa de estar sozinho?... é habituares-te a isso de tal maneira que já não consegues "aturar" companhia 24h por dia. Esse é (por enquanto) o único risco que corres, LOLLL. Por isso, se estás a gostar do teu novo "estatuto", vai aproveitando!
BEijo ;-)

Å®t_Øf_£övë disse...

Tazaroteno,
Fico contente que te sintas bem com a tua nova condição. Que estejas a adorar. Que sejas feliz...
Porque feliz é uma coisa que se é... ou não é.
Não se pode "estar feliz". Pode-se estar bem disposto, pode estar-se alegre, pode estar-se satisfeito, mas feliz é uma coisa que simplesmente não faz sentido estar.
Ou se é ou não se é.

Gostaria ainda de te deixar aqui uma frase que acho que se aplica a ti, e que tu a irás compreender:

"É sempre de duas solidões boas que nasce a melhor das companhias"

Abraço forte.

Visible Silence disse...

É sempre melhor a solidão solitária do que a solidão acompanhada...
Todos temos o dever de ser felizes... de procurar a nossa felicidade e de por ela lutar...
Ainda bem que estás no pedaço bom da tua vida... que ele te acompanhe sempre... e que o dia-a-dia só te dê confirmações que tomaste o caminho certo...
Sê feliz
Beijinhos

Porquê? disse...

O que mais custa na vida é a tomada de decisão pois enfrentamos sempre os receios e as inseguranças, o medo de ficar só e de não encontrarmos ninguém à nossa medida. Mas quando tomamos decisões concientes do que estamos a fazer não há lugar para o medo.
E a recompensa acaba por chegar....
Espero que continues com essa auto-confiança e que sejas muito feliz,
bom feriado